Ir para o conteúdo principal

O que é fraude online?

Simplificando, a fraude online (também chamada de fraude de comércio eletrônico) ocorre quando alguém usa informações roubadas ou falsas para fazer uma compra online.

Um homem preenchendo um formulário online em um computador tablet

Entender os diferentes tipos de fraude online

Existem muitos tipos de fraude de comércio eletrônico, mas abaixo estão quatro das mais comuns:

ATO (fraude de invasão de conta):

Os ataques ATO ocorrem quando pessoas fraudulentas usam identidades roubadas, ataques de bots, phishing, malware e outras ferramentas para adquirir credenciais de usuário e assumir o controle de uma conta de comércio eletrônico. Depois de violar a conta, o criminoso pode transferir dinheiro, fazer compras, modificar a conta ou até mesmo atingir outras contas da vítima. Picos de entradas, bloqueios e alterações nos perfis da conta podem sinalizar potenciais ataques ATO.

Uso indevido de dados primários

Frequentemente chamada de "fraude amigável", esse tipo de fraude tem um impacto financeiro nos comerciantes, embora muitas vezes não seja mal-intencionada. Ocorre quando uma compra online é feita pelo titular do cartão ou por um membro da família, como uma criança. O titular do cartão então esquece que fez a compra ou não tem conhecimento da compra feita pelo membro da família e a relata ao banco como fraude, o que resulta em um estorno.

Fraude de teste de cartão

Nesta forma comum de fraude de cartão de crédito, quando pessoas mal-intencionadas obtêm números de contas de cartão de crédito roubados, eles costumam usar scripts ou bots para fazer rapidamente várias compras online para verificar se as contas ainda são válidas e determinar os limites de crédito associados. Antes que as compras de teste normalmente pequenas sejam detectadas, os criminosos farão várias compras grandes, geralmente até o limite de crédito disponível nas contas.

Fraude de terceiros

Também conhecido como uso indevido de terceiros, esse é um dos tipos mais comuns de fraude de comércio eletrônico. Acontece quando uma pessoa mal-intencionada obtém acesso a informações de pagamento roubadas, como um número de cartão de crédito, e as utiliza para fazer uma compra online. Quando o titular do cartão toma conhecimento da compra não autorizada, ele informa o banco, o que resulta em um estorno para o comerciante.

Atividades fraudulentas como essas podem ser reduzidas significativamente com a solução certa de prevenção de fraudes. Por exemplo, aqueles que usam técnicas avançadas de IA e aprendem com uma ampla rede de dados são capazes de examinar compras online e detectar padrões que indicam se a atividade é real ou fraudulenta.

Essas soluções funcionam assim: quando uma compra online é iniciada, são analisados muitos aspectos da transação, como quem está iniciando a compra, qual dispositivo está sendo usado, qual produto está sendo comprado e qual cartão está sendo usado. Quando o sistema detecta padrões suspeitos, ele avisa que a compra foi sinalizada como possível fraude de cartão de crédito para que você possa bloquear a transação.

O impacto negativo da fraude online

Quando ocorre uma fraude de comércio eletrônico, sua empresa sofre mais do que perdas de receita. Você também tem que enfrentar danos à reputação de sua empresa, bem como a perda da confiança do cliente.

Cada um desses impactos negativos (perdas financeiras, reputação prejudicada e confiança diminuída) ameaçam a integridade de longo prazo de seus negócios. Independentemente do porte de sua empresa, o risco desses tipos de fraude de comércio eletrônico é real.

Indica que sua empresa corre um risco maior de fraude online

Negligenciar certas práticas pode colocar sua empresa em um risco maior de fraude no comércio eletrônico. Por exemplo, as empresas devem monitorar a origem do tráfego de seu site, rastrear vendas e estornos, monitorar reclamações de fraude de clientes e procurar mudanças nos padrões de compra dos clientes existentes. Sem esse monitoramento crítico, as empresas e seus clientes têm maior probabilidade de serem alvos de criminosos.

Além disso, as organizações devem permanecer cientes das tendências atuais de fraude e devem conversar com seus parceiros e provedores de serviços para desenvolver estratégias que abordem especificamente as ameaças à medida que elas evoluírem.

Perguntas a serem feitas:

  • Você sabe de onde certas fraudes são provenientes?

  • Que tipos de fraude ocorrem com frequência em sua indústria?

  • Qual é sua estratégia para mitigar e prevenir perdas?

  • Do que você ainda precisa para reforçar sua detecção e prevenção de fraudes?

  • Ao implementar mudanças para tornar as compras mais fáceis para seus clientes, você também facilita as compras para usuários não autorizados?

Seu papel na prevenção de fraudes de comércio eletrônico

Todos em sua empresa são responsáveis por detectar e prevenir fraudes online. Os funcionários devem avaliar continuamente se uma mudança que estão fazendo para melhorar a experiência de compra dos clientes também torna mais fácil para as pessoas mal-intencionadas cometer fraudes. Um exemplo comum disso é a introdução de um modelo de compra online/retirada na loja.

Para evitar o roubo de credenciais que podem levar a fraudes de invasão de conta, as atualizações de segurança no site da sua empresa e os aplicativos devem ser baixados e instalados assim que estiverem disponíveis. Configure isso para que ocorra automaticamente em todos os dispositivos a fim de garantir que sua empresa esteja sempre protegida.

Além disso, instrua seus funcionários sobre a importância de prestar muita atenção às reclamações dos clientes e observar os sinais reveladores de uma possível fraude. Monitorar as tendências do cliente é um dos sinais de alerta mais valiosos e confiáveis.

Por fim, converse regularmente com colegas, parceiros e provedores de serviços da indústria sobre tendências em atividades fraudulentas e suas estratégias atuais. Saiba o que está acontecendo em sua indústria e mantenha os funcionários atualizados.

Como avaliar soluções de tecnologia contra fraudes

Você sabe que a prevenção de fraudes é importante para sua empresa de comércio eletrônico. Porém, por onde começar?

Comece fazendo um inventário do que você precisa: quais ameaças sua empresa enfrenta? Quais ferramentas você usa atualmente para mitigar atividades fraudulentas? Essas ferramentas são capazes de proteger sua empresa contra ameaças atuais e novas atividades?

Em seguida, procure uma solução abrangente de proteção contra fraude que use aprendizado de máquina para detectar novas ameaças quando elas surgirem.

Além disso, procure por esses recursos ao avaliar uma solução de proteção contra fraudes:

Proteção de compra

Proteja sua receita, aumentando as taxas de aceitação do banco e reduzindo o atrito da finalização de compra que pode resultar no abandono dos carrinhos.

Proteção de conta

Impede o acesso fraudulento à conta, a criação de contas falsas e invasões de contas.

Prevenção contra prejuízo

Impede o prejuízo identificando rapidamente fraudes em potencial relacionadas a devoluções e descontos em compras por omnicanal.

Cinco perguntas úteis a serem feitas ao avaliar uma solução potencial de proteção contra fraudes:

  • Ela usa aprendizado de máquina para detectar atividades suspeitas?

  • É capaz de desenvolver conhecimento sobre os padrões de comportamento únicos dos clientes?

  • Usa algoritmos de aprendizado de máquina para sinalizar transações suspeitas?

  • Pode aprender por conta própria e aumentar seu conhecimento conforme as atividades do cliente mudam?

  • Usa algoritmos de aprendizado de máquina, em vez de uma abordagem baseada em regras, para avaliar as transações em tempo real?

Introdução à prevenção contra fraudes

Para proteger suas receitas e reputação, garanta que sua empresa online esteja protegido escolhendo um serviço autônomo de proteção contra fraudes de comércio eletrônico que se integra com suas outras tecnologias de varejo e dá suporte a uma experiência perfeita para o cliente.

O Microsoft Dynamics 365 Fraud Protection ajuda os varejistas online a diagnosticar transações, avaliar o potencial de fraude e proteger suas empresas com regras personalizáveis para obter recomendações para decisões de transações de comércio eletrônico.